quarta-feira, 15 de junho de 2016

O nosso ultimo verão



Escolho este excelente "traço" rápido com que o pintor Rogério Chora retratou o meu pai para me despedir dele e dos nossos "dias do café Arcada". Quando fiz este último desenho fazia um dia que parecia verão. O nosso último verão.


6 comentários:

  1. Que belíssimo desenho, José! Bela homenagem ao seu pai.

    ResponderEliminar
  2. O retrato é lindo. As memórias doces. O Verão certamente mais frio. Um beijinho para aquecer um bocadinho os próximos dias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamos todos de um verão que nos espante...
      Obrigado,J.

      Eliminar
  3. Gosto do desenho, mas não das cadeiras vazias. E mais... o último verão será aquele em que todas as proximidades se varrerem da memória e isso só acontece quando o desaparecimento das partes se completa. Ele vai sempre viver em vós, verão após verão, até ao fim. Afortunadamente que assim é. Um abraço para toda a família.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo gesto e palavras, Adozinda. Um beijinho.
      Li algures que só se morre verdadeiramente quando a nossa lembrança se apagar da última pessoa...
      (ps- as cadeiras estão vazias porque só desenhei à pressa as que se viam...nós estávamos deste lado de cá a olhar. :)

      Eliminar

Muito obrigado pelo comentário.
É bom saber que aparece alguém do outro lado.
:)